sábado, julho 10, 2010

Promises



Minha querida amiga Gabi que faz quase um ano foi trabalhar em Bangalore na India me deixou uma mensagem no ultimo post falando do filme Promises. Na hora que eu li eu me lembrei na hora do tempo em que eu morava em NY, e da minha housemate marroquina Leila. Lembro dela voltando desse filme completamente emocionada. Leila, fotografa e sociologa, não é manteiga derretida como eu que choro até em propaganda de margarina. Leila tem um coração tamanho do mundo, mas por fora ela é durona.

Quando meu Landlord Iraniano Mr.Tala entrava na casa sem bater, eu servia cha, Joss, minha housemate americana, se escondia debaixo da cama. Leila, na unica vez que estava em casa quando isso aconteceu andou sem hesitar em direcao ao Mr. Tala e disse: " Mr. Tala you have not been invited to come to this place so you must leave!." Mr. Tala é um senhor Iraniano e um verdadeiro misterio para mim. Ja tinha feito, ou pelo menos dizia ter feito de tudo na vida. Normalmente, tudo variava de acordo com o interlocutor. Comigo me contava de suas experiências no Brasil, para Leila falava do Marrocos, com meu amigo tenista falava de quando tinha sido campeao de tennis. ENfim, a lista era tao extensa que eu comecei a anota-la. Esse dia, Leila severamente disse ao Mr Tala:

" Mr. Tala if you want to come here you call first! If no one picks up you do not come! If one of us picks up you wait to be invited, if you are not invited you do not come! If you are invited you drive all the way here then you ring the bell, if no one answers you turn around and you go home! If one of us comes downstairs, opens the door, you wait to be invited inside, if you are not invited you do not come! You turn around and you leave! Only once you are invited you are allowed to come in! Do You understand?!"

Eu e Joss, estavamos tão quietas quanto as criancas de 6 anos na escola onde eu voluntariava ao ouvir a gritaria da professora. Mr. Tala diante da explicacao passo a passo da Leila disse apenas: " Leila, what is your father's email?" Leila, ficou meio que perdida. E perguntou ao Mr. Tala o porque da pergunta. Ele deu uns tapinhas carinhosos e fracos no rosto dela e disse no seu tom empolgado " Because I must tell him what a very inteligent daughter he has!"

Esse era Mr. Tala, e essa era Leila. A mesma Leila que o defenderia com unhas e dentes quando Joss resolveu que deviamos press charges de harressment contra o Mr. Tala. Leila, perplexa disse " But you can't go from offering him tea to suing him without ever telling him you dont want him here!!!!"

Assim que quando a Leila voltou emocionada do filme eu soube que tinha que ve-lo. E de fato, quase tudo que eu tenho lido e vivido ultimamente vai me lembrando de promises.

Ontem, eu fiquei sabendo que ganhei dinheiro do departamento da LSE para fazer meu doutorado. Quando contei ao filho do Adam que estava pensando em ir a Israel agora em Setembro ele me disse:

"Jules, where are you going?

Contei a ele o nome das cidades que eu pretendia visitar (que sao as cidades onde ficam as escolas). E ele ontem, veio me dizer que eu tinha que ir para Nazareth na escola dele.

_ Mas vc se lembra que a escola que eu vou tem Arabes e Judeus.

Eu ja estava esperando que ele dissesse de novo que isso era uma pessima ideia.

_ Na minha escola tambem tem arabes. Tem um arabe na minha classe!

Fiquei surpresa!

_ Really, but I hear you don't like him.

_ He is ok. He is nice. It is only sometimes that he get angry very fast. I get angry very fast too.

Eu fiquei em choque.

_ Really? How come?

_ I guess after all we are not that different!

Se tudo isso é vontade dele de me convencer a ir a escola dele eu nao sei. No entanto, eu fiquei feliz.

2 comentários:

Paula_G disse...

há esperança!

Julieta de Toledo Piza Falavina disse...

Eu acho que há! Só não podemos desistir nunca! Ainda que sejam pequenas mudancas. e que as vezes nos pareça que é em vao nao podemos desistir nunca. Eu mantenho minha esperança que esses pequenos graos germinam mais tolerancia no mundo e é claro em nos mesmos.