sexta-feira, junho 29, 2007

Sintomas de Uma Sociedade Doente

Todo mundo deve estar sabendo do caso da Sirlei Dias Carvalho Pinto, mas para os que não sabem vou colocar aqui um pedacinho da noticia...

A empregada doméstica Sirlei Dias Carvalho Pinto, 32, foi espancada e roubada na madrugada de domingo (24) por cinco jovens na zona oeste do Rio de Janeiro. Os suspeitos são moradores de condomínios de classe alta na Barra da Tijuca, também na zona oeste. Três deles foram presos e dois continuam foragidos.

Sirlei relatou à polícia que estava em um ponto de ônibus da avenida Lúcio Costa, na Barra, perto do apartamento onde trabalha e mora, por volta das 4h30 --ela tinha saído cedo para ir a uma consulta médica--, quando cinco rapazes desceram de um Gol preto.

Os jovens começaram a xingá-la, arrancaram a sua bolsa e começaram a chutá-la na cabeça e na barriga. A agressão foi testemunhada por um taxista que passava pelo local.

Eles também são acusados de ter levado pertences de Sirlei, como o telefone celular e a carteira, que tinha R$ 47.
Após a agressão, Sirlei Pinto conta que foi até a casa onde trabalha e pediu socorro.

noticia "completa"
http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u306939.shtml


Desde que a notícia apareceu eu tenho ficado a cada dia mais chocada. Primeiro foi a notícia em si que já é revoltante, depois o pai de um dos meninos que disse que eles não deviam ser presos pois eram universitários. Em seguida, veio um dos acusados dizendo como justificativa?!! que eles tinham achado que Sirlei era uma ´vagabunda´. Num dos comentários à notícia li o comentário de um homem que tentava explicar o caso no seguinte prisma: a classe média vive com medo, os pais com medo de assalto, de violência e não é de se surpreender que esse medo encubado acabe levando jovens de classe alta a agir violentamente. Por fim, acabo de ler no Orkut que há uma pesquisa sendo feita para descobrir ser foi ´vacilo´ da própria Sirlei pois de acordo com a fonte era sabido que o ponto era freqüentado por prostitutas.

Então está aí a gama de razões que me levam a escrever aqui. O caso em si, já é um absurdo mas essa enxurrada de justificativas, para mim, são ainda mais preocupantes. São os sintomas de uma sociedade perdida, de pelo menos uma parte da sociedade doente. Eu estou acostumada, e exausta de ouvir gente culpar a vítima pela sua situação. E por isso vou tentar escrever um pouco sobre cada uma dessas assertivas. Começando pelo pai do rapaz.

O pai do rapaz, que acha que é um absurdo o filho ir para a cadeia é realmente muito preocupante. É claro, que eu sei que a maioria dos pais diria qualquer coisa para evitar que o filho fosse para cadeia, especialmente a brasileira que esta longe de ser um centro de re-educação. O problema é como ele da voz a isso. E eu acho que ele dá voz de uma maneira que diz muito sobre a nossa sociedade... infelizmente. Para ele, o fato do filho ser estudante, e no Brasil conseqüentemente alguém que pode estudar aos 20 anos é de certa forma um privilegiado, o transforma num superhomem, no sentido nietzchiano da coisa, um ubermensch, acima do bem e do mal. Acima da lei, e das normas, assim como se sentem muitos da classe média alta do Brasil.

Quando um dos meninos, e eu não sei qual, tentou se justificar dizendo que eles tinham batido na mulher pois achavam que era ela uma ´vagabunda´ eu senti raiva. Além de ser um comentário machista e discriminatório exatamente o que significa isso? Significa que nós vivemos numa sociedade que sim acredita que mulheres que são prostitutas, ou que exploram sua sexualidade são consideradas POR MUITOS como cidadãs de segunda classe. No caso extremo desse infeliz, digna de ser violentada. E de acordo com ele legítimamente. O problema para esse menino, não era que ele tinha espancado uma pessoa, mas que era a pessoa errada.

Quanto ao homem que tenta justificar dizendo ´a classe média vive com medo, os pais com medo de assalto, de violência e não é de se surpreender que esse medo encubado acabe levando jovens a ser violentos.´O que eu acho interessante nesse caso, é que a única violência que ele compreende é a exercida pela classe alta. A dos jovens marginalizados da sociedade é vista como a causa para reação dos jovens da classe alta. A violência da desigualdade em si para ele não faz a menor diferença. E eu tenho que pensar em Gandhi dizendo ´não há maior violência do que a miséria.´

Quanto ao Orkut, no fim , ele só materializa as conversas de rua. E ficamos alguns de nós aqui tentando defender como eu ja escrevi lá que esse é o típico comportamento é revoltante!!
Culpar a vítima pela sua posição de vítima é doente! Não aguento mais gente que tenta arrumar justificativas para culpar o ofendido! E isso é super comum... quem sofre discriminação e toma alguma atitude é considerado racista, mulher que é estuprada e que tem que responder a um milhão de perguntas como se a responsabilidade de ser violentada fosse dela, país que está ocupado e que tem explicar que ficaria bem sem tropas ocupantes ...etc São nesses exemplos que fica clara a total inversão de valores!

E a doença não acaba por aí, até quando muitos concordam que esse caso é um absurdo suas reações são igualmente estranhas. Tem que quer que os meninos sejam espancados, violentados, mortos etc. Isso também é sintoma de sociedade doente. Prisão devia ser para re-educar. Chega de querer punir abuso como outro tipo de abuso. Enquanto nós continuarmos pensando nesses termos continuaremos vivendo numa sociedade doente.

6 comentários:

Anônimo disse...

vc tem toda razão! Lamentável. tudo isso lamentável!

nando disse...

Ju, vc saiu do no caso??? que pena. bom mas agora que eu vi que vc tem continuado a escrever aqui, virei freqüentemente!

É realmente essa estória me faz lembrar o cara que botou fogo no índio pois tinha achado que era um mendigo...

Melissa disse...

Lembra aquele dia que conversávamos a respeito do progresso do ser humano enquanto caminhávamos a beira do Thames?
Eu, descrente de que a essência malígna havia diminuído com o passar dos séculos, você, otimista mas sensata em seus argumentos.
No entanto, sigo pessimista, pensando que a inclinação para o mal ainda é grande e, quando vejo esses casos, com a repercussão contrária a moralmente esperada, e as opiniões negativas entre o público em geral, entendo e quiçá, dou razão àqueles que afirmam que amam muito mais os animais que os seres humanos.

Anônimo disse...

jujuba adorei seu blog!!
beijinhos
nath

Aleksander Aguilar disse...

Ola Juliana, so passo pra registrar que vi seu blog na orkut da outra ju (harvey) e descobri coisas bem legais como o hometownbaghda atraves da tua pagina. Iniciei a blogar recentemente e listei teu site, se nao te importa.
saudaçoes
Aleksander

Anônimo disse...

miley cyrus nude [url=http://www.ipetitions.com/petition/mileycyrus]miley cyrus nude[/url] paris hilton nude [url=http://www.ipetitions.com/petition/parishilt]paris hilton nude[/url] kim kardashian nude [url=http://www.ipetitions.com/petition/kimkardashian45]kim kardashian nude[/url] kim kardashian nude [url=http://www.ipetitions.com/petition/celebst]kim kardashian nude[/url]